top of page

5 dicas para escolher melhor o software jurídico para sua rotina

Pensando em adquirir um software jurídico para otimizar as rotinas de seu escritório, mas não sabe o que levar em consideração na hora da escolha? Então este artigo foi pensado para você!


Já é um fato mundialmente conhecido que a humanidade está atravessando uma verdadeira revolução tecnológica, quando novos dispositivos disruptivos são lançados cotidianamente. O impacto dessas inovações já pode ser sentido em diversas esferas sociais, e com o direito não poderia ser diferente.


Pensando nisso é que preparamos o artigo abaixo, a fim de apresentar uma das mais populares tecnologias desenvolvidas para o público advocatício: o software jurídico. Elaboramos uma lista com cinco dicas para você que deseja adquirir os serviços de um software jurídico.


Defina seus objetivos


O primeiro ponto a sublinhar na hora de adquirir um software jurídico é definir os seus objetivos. Afinal de contas, softwares jurídicos são ferramentas distintas entre si, cada um deles possuindo vantagens e desvantagens.


Por isso é importante ter em mente quais são as funcionalidades essenciais para seu escritório ou departamento jurídico. Definido isso, de forma clara, você já pode buscar com assertividade a contratação do serviço adequado para as suas necessidades.


Defina seu orçamento


Realizada a primeira etapa do processo de escolha do recurso tecnológico que melhor atenda às necessidades de seu negócio, é chegada a hora de definir o orçamento que você deseja investir na aquisição de um software jurídico.


Tendo bem definido o quanto pretende investir, você estará capacitado para acompanhar, após a contratação do serviço, o lucro sobre o montante investido, algo que consideramos imprescindível para a saúde financeira de seu negócio.


Escolha um sistema prático


Superada as duas primeiras etapas, é chegada a hora de se debruçar sobre a usabilidade do software jurídico. Um software jurídico não deve ter uma linguagem complexa, uma vez que seu objetivo como ferramenta jurídica é otimizar as rotinas do operador jurídico.


Por isso, uma operação fácil e intuitiva é necessária para que os operadores do direito tenham as suas rotinas otimizadas pela implementação da nova ferramenta.


Preste muita atenção nas possibilidade de automação de rotinas repetitivas que o software oferece


Escolha um software seguro


Recentemente, entrou em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados, que regulamenta a armazenagem, a manipulação e o descarte de dados por parte das empresas.


Essa iniciativa demonstra a importância do uso responsável dos dados pessoais.


Pensando nisso, qualquer operador do direito comprometido com a imagem de seu escritório e com a segurança dos dados pessoais de seus clientes deve, obrigatoriamente, ter em mente a importância da contratação de um software jurídico cujo fornecedor seja claro nas suas políticas de LGPD.


Suporte técnico


Por último, nem por isso menos importante, antes da contratação de um software jurídico é necessário ter em mente a qualidade do suporte técnico da empresa contratada. Isso porque um bom software jurídico vai além de suas funcionalidades práticas, ele deve contar com uma equipe disponível para atender os clientes em suas dificuldades.


e-Xyon - Conheça o nosso software jurídico


Ao longo das linhas acima fizemos uma breve apresentação daquilo que consideramos fundamental na hora da contratação de um equipamento tecnológico para otimizar as rotinas de um escritório.


Foi pensando nesses pontos que desenvolvemos o nosso próprio software jurídico.


Gostou do debate que propusemos nas linhas acima? Então você pode complementar o seu conhecimento sobre o tema lendo nossos demais artigos.

6 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page