top of page

Como a tecnologia está formando um novo perfil de advogados


A tecnologia está transformando a prática da advocacia e a educação jurídica deve caminhar de mãos dadas com esse movimento.


Seja nos escritórios de advocacia ou na esfera pública, as soluções tecnológicas já são uma realidade amplamente utilizada para otimizar rotinas e atividades.


Nesse sentido, faculdades de direito estão inaugurando ou expandindo centros de pesquisas e cursos com foco em tecnologia legal.


Para especialistas da área, esse movimento tem por objetivo preparar futuros advogados para um ambiente onde a proficiência no uso dessas novas ferramentas será um diferencial.


Entre os novos cursos que promovem o diálogo entre o direito e a tecnologia, destacam-se ofertas como “Técnicas e Avaliação em Tecnologias de Tribunal”, que promete ensinar aos alunos as técnicas avançadas de avaliação e fundamentos da defesa de julgamentos usando tecnologia de tribunal; e “Tecnologia da Computação em Prática Jurídica”, na qual o aluno aprenderá sobre a utilização de softwares para fornecer serviços jurídicos no contexto de um escritório simulado.


Entretanto os efeitos desse “zeitgeist do direito”, que é a sua inevitável união com a tecnologia, já pode ser sentido na atualidade da prática advocatícia.


Como é sabido, a introdução de recursos tecnológicos em escritórios, departamentos jurídicos e tribunais de justiça não altera apenas as rotinas de atividades de advogados: seus efeitos também são sentidos na construção de um novo mindset nos operadores do direito.


O Novo perfil dos advogados


Durante muito tempo, a ideia do bom advogado era a do profissional bom de embate. O perfil aguerrido, destemido e atrevido era o arquétipo perfeito e desejado para o operador do direito, que se posiciona na defesa de uma das partes.


A vida seguiu o seu curso natural de evolução, e assim não seria diferente para a advocacia.


A nova advocacia, mais conhecida como “Advocacia 4.0”, absorve a influência da tecnologia em suas rotinas e vem trazer uma nova dinâmica baseada em seus ideais de otimização do tempo, diminuição de desperdício e convergência de ideias.


A construção do consenso é a nova cultura a ser praticada, seja através da conciliação, mediação ou arbitragem.


O novo mercado jurídico requer um novo perfil de advogado. O embate desnecessário cede espaço ao diálogo e à harmonia entre os representantes legais das partes, prevalecendo o respeito mútuo e a apresentação de uma boa estratégia.


O poder judiciário já vem em construção desse novo modelo de resolução de conflitos, por meio de suas plataformas digitais e canais de comunicação que vêm descortinar os conceitos de mediação e conciliação, traduzindo-os e levando-os até o cidadão.


Esse novo éthos do advogado 4.0 busca diminuir a morosidade do judiciário e desviar toda essa energia desprendida para o enfrentamento de uma ação judicial através dos caminhos convencionais para algo mais positivo na vida das partes envolvidas no processo.


e-Xyon, colocando sua empresa na trilha do futuro


Como vimos anteriormente, o processo de modernização do direito supera a simples ideia de adesão às ferramentas tecnológicas por escritórios, departamentos jurídicos e tribunais, ele produz efeitos sobre o perfil dos advogados ao introduzir novas rotinas e atividades em seu cotidiano.


Vimos também em artigos anteriores que aqueles advogados que não aderirem a esse movimento natural do direito estarão fadados ao ostracismo profissional.


Um exemplo clássico das consequências causadas pelo descompasso entre tecnologia e escritórios são as empresas com grande volume de processos que se queixam do não recebimento de notificações de processos, em tempo hábil, e, consequentemente, da perda de prazos.


Foi pensando na resolução desses problemas que nós da e-Xyon desenvolvemos o GECP (Gestor de Comunicações Processuais).


Essa ferramenta permite reunir em um único ambiente todas as informações relevantes recebidas nos endereços eletrônicos das pessoas jurídicas cadastradas nos sistemas do judiciário.


Com o GECP, o seu departamento jurídico ganha eficiência e produtividade em uma única interface.


Se você gostou de conhecer os impactos da tecnologia na produção de um novo perfil de advogados, você vai adorar nossos artigos semanais.

6 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page