top of page

Como o Big Data pode se encaixar na prática jurídica?


O uso de ferramentas tecnológicas com o objetivo de otimizar as rotinas de trabalho já é uma realidade em muitos setores da nossa economia.


Até mesmo segmentos mais recalcitrantes a inovações parecem cada vez mais propensos a aderir a essa nova realidade, e o campo jurídico é um bom exemplo disso.


Estamos acostumados a uma visão engessada do direito, na qual muitos advogados contam com as mesmas metodologias há anos para fornecer os serviços que os clientes desejam.


Entretanto, à medida que o mundo inteiro se torna cada vez mais digitalizado, o ambiente jurídico adota algumas dessas inovações, sendo o Big Data o ponto de partida para uma transformação digital.


Mas onde o Big Data se enquadra no cotidiano de escritórios e departamentos jurídicos? A fim de responder sobre o papel desempenhado pelo Big Data no setor jurídico e o que significa para profissionais e pessoas que precisam de serviços jurídicos, decidimos escrever o artigo abaixo.


O que é Big Data ?


Para a maior parte das pessoas, Big Data ainda é um conceito muito abstrato, semelhante ao aprendizado de máquina ou IoT.


Ainda que muitos compreendam a ideia geral, as particularidades permanecem um tanto nebulosas, pois não possuímos um entendimento profundo de como essas ferramentas e suas aplicações podem influenciar nosso cotidiano.


De acordo com especialistas da Analytics Insights, “em linhas gerais, o Big Data é a coleta e armazenamento de todos os tipos de dados estruturados, semiestruturados e não estruturados por empresas e organizações, em quantidades tão grandes e com alto grau de complexidade que dificultam o processamento por ferramentas tradicionais de gerenciamento de dados.


Em síntese, Big Data refere-se a grandes volumes de dados, assim como o nome indica”.


Como o setor jurídico faz uso do Big Data


É evidente que muitos escritórios e departamentos jurídicos produzem grandes quantidades de dados.


Antes do surgimento das ferramentas tecnológicas, esses dados eram coletados, armazenados e organizados na forma de documentos físicos.


No entanto, com o aparecimento desses dispositivos tecnológicos e principalmente da internet, esses métodos foram modificados para sempre.


Graças a essas inovações que prometem revolucionar o ambiente jurídico, os escritórios e departamentos jurídicos podem armazenar os dados que coletam de seus clientes, audiências judiciais, contratos, etc.


Conclui-se, portanto, com tudo o que foi anteriormente assinalado, que o Big Data é uma das ferramentas que prometem revolucionar o universo jurídico, dando mais eficiência a projetos e otimizando rotinas.


Qual o impacto do Big Data nos escritórios de advocacia?


De acordo com Victor Rizzo, especialista em dados: Os Big Datas jurídicos permitem acessar um volume enorme de dados e servem, em geral, para dois propósitos:


Acesso a dados agregados: para identificação de tendências e padrões de comportamento da produção do judiciário, com elevado valor estratégico.


Neste caso são utilizadas ferramentas estatísticas ou mesmo de inteligência artificial para a análise descritiva que podem ser utilizados não somente para entender o comportamento presente, mas também para a predição de eventos futuros.


Os Big Datas judiciais são muito empregado em projetos de jurimetria.


Acesso a dados transacionais: para acesso aos dados individuais de processos judiciais para diversos tipos de demandas em um escritório de advocacia.


Como o Big Data pode contribuir para a otimização das rotinas de advogados e demais operadores do direito?


Victor ainda complementa que, para escritórios de advocacia e departamentos jurídicos, os Big Datas trazem um grande possibilidade de transformação da atividade jurídica, seja como ferramenta estratégica ou como meio para automação de rotinas jurídicas.


A análise jurimétrica de dados de um Bid Data judicial, permite conhecer tendências e realizar análises comparativas, que podem revelar padrões de interesse estratégico para a advocacia.


A automação de rotinas jurídicas a partir de dados obtidos em um Big Data, permitem reduzir custos, aumentar a velocidade de resposta, reduzir erros operacionais e, desta forma, tornar-se mais competitivo e lucrativo.


e-Xyon: trazendo o futuro para o seu escritório


Neste artigo demonstramos a importância da utilização das inovações tecnológicas para o desenvolvimento de escritórios e departamentos jurídicos.


O Big Data é uma dessas tecnologias que prometem otimizar a rotina de advogados e demais operadores do direito.


Se você se interessou pelo tema apresentado acima, então não pode deixar de conferir o nossos outros artigos.

2 visualizações0 comentário
bottom of page