top of page

Inteligência Artificial: 5 aplicações do ChatGPT na atividade jurídica.

O ChatGPT pode auxiliar a rotina do advogado de diversas maneiras. Conheça algumas delas no nosso artigo semanal.

homem de terno consultando uma inteligência artificial no celular
Chat GPT traz agilidade nos serviços jurídicos

O ChatGPT, sigla que deriva de "Generative Pre-Trained Transformer", é uma plataforma de inteligência artificial (IA) desenvolvida pela empresa OpenAI, cujo objetivo é a criação de diálogos naturais com respostas coerentes.


Em meio às polêmicas desde sua criação, o ChatGPT vem demonstrando capacidade de potencializar diversas demandas do cenário jurídico e, assim, otimizar o trabalho de advogados e demais operadores do direito.


Entretanto, alguns profissionais temem que a inteligência artificial tomem seu lugar, perdendo posicionamento no mercado de trabalho.


A inteligência artificial vai substituir os advogados?


Especialistas afirmam que a inteligência artificial não vai substituir a inteligência humana e, sim, será um diferencial competitivo para aqueles profissionais que a utilizarem.


Embora a inteligência artificial (IA) tenha o potencial de transformar muitos setores, incluindo o setor jurídico, é improvável que substitua completamente os advogados.


A IA pode ser uma ferramenta poderosa para auxiliar os profissionais do direito, mas ainda há várias habilidades e aspectos da prática jurídica que requerem o conhecimento e a experiência humanos.


Veja algumas delas:

  1. Complexidade das questões legais;

  2. Habilidades interpessoais;

  3. Julgamento ético e moral;

  4. Representação legal completa.


Complexidade das questões legais.


Muitas questões legais envolvem nuances e complexidades que exigem um entendimento profundo do contexto, da legislação e dos precedentes jurídicos.


Embora a IA possa ajudar na pesquisa e no fornecimento de informações, a interpretação e a aplicação dessas informações exigem a experiência de um advogado humano.


Habilidades interpessoais.


A prática jurídica envolve interações com clientes, juízes, júris e outras partes envolvidas. As habilidades interpessoais, como a empatia, a negociação e a capacidade de articular argumentos, são fundamentais para um advogado.


A IA ainda está em desenvolvimento quando se trata de habilidades sociais e emocionais.


Julgamento ético e moral.


A tomada de decisões legais muitas vezes envolve considerações éticas e morais complexas.


Os advogados são responsáveis por aplicar a lei com integridade e discernimento, levando em conta os princípios éticos e as implicações sociais.


A IA tem limitações em relação ao julgamento ético e ao entendimento de questões subjetivas.


Representação legal completa.


Os advogados não se limitam apenas à pesquisa e à redação de documentos legais.


Eles também desempenham um papel crucial na representação de seus clientes, comparecendo a audiências, fazendo argumentos orais e oferecendo aconselhamento jurídico personalizado.


Essas funções exigem habilidades e experiências que vão além do alcance atual da IA.


Entendendo a dinâmica do ChatGPT


A rotina e a burocracia podem se tornar grandes desafios para os advogados, e o auxílio da tecnologia se mostra cada vez mais uma solução eficiente para essas demandas.


É nesse cenário que as ferramentas baseadas em inteligência artificial, como o ChatGPT, demonstram seus benefícios.


Entretanto, é preciso "ensinar" o programa para que ele torne as respostas mais precisas e coerentes com as necessidades do usuário, ou seja, o seu "raciocínio" acontece por meio das informações que são inseridas nele.


Entendendo: a ferramenta precisa do conhecimento humano para desempenhar seu papel de maneira eficaz.


Como utilizar o ChatGPT como diferencial competitivo no direito


Com o ChatGPT o usuário pode redigir textos, realizar classificações, traduções, resumos e muitas outras possibilidades.


Vale ressaltar que a ferramenta interage com o usuário de maneira conversacional, ou seja, ela entende o significado das frases por meio do processamento da linguagem natural.


Desse modo, no contexto jurídico, podemos elencar algumas aplicações do ChatGPT:


  1. Área acadêmica: a plataforma auxilia na elaboração de matérias, artigos e demais atividades;

  2. Criação de documentos: com o ChatGPT é possível redigir e corrigir ortograficamente documentos como, por exemplo, contratos e peças processuais;

  3. Marketing jurídico: como a ferramenta produz e auxilia na criação de textos, é possível também investir na produção de conteúdo voltado para a divulgação do negócio jurídico;

  4. Previsão de resultados: o ChatGPT consegue prever resultados por meio do treinamento de precedentes, o que auxilia o trabalho jurídico do advogado;

  5. Respostas contundentes: como a ferramenta funciona de modo conversacional, é possível fazer perguntas sobre a área jurídica e obter respostas numa linguagem descomplicada, facilitando a rotina do advogado e permitindo que o profissional do direito concentre seus esforços em suas atividades principais.


Como vimos, a transformação digital segue a passos largos, inovando e trazendo cada vez mais possibilidades de potencialização para o trabalho do advogado.


Embora a IA possa ser uma aliada valiosa para advogados, automatizando tarefas rotineiras, acelerando a pesquisa legal e fornecendo insights, o papel dos advogados é fundamental e abrange muito mais do que o que a IA pode oferecer atualmente.


A integração de tecnologias avançadas pode aprimorar a prática jurídica, mas a atuação humana continuará sendo indispensável.


A e-Xyon possui uma esteira de produtos focados em melhorar a prestação de serviço de advogados e operadores do direito.


Como a Captura Antecipada 4.0. O serviço que complementa dados do processo com base em informações que não estão destacadas na tela do processo, é realizado através de uma leitura feita por mecanismos de Inteligência Artificial e Machine Learning diretamente na inicial vinculada pelo autor. Acesse nosso site e conheça mais agora mesmo!


Se interessou pelo tema? Saiba mais lendo o artigo Cenário atual e futuro da tecnologia aplicada aos serviços jurídicos.

303 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page